13 de fevereiro de 2010

Um ser cunfuso

"Seria improvavel,navegante ou
mesmo inacreditavel , eu pude crer
em que lá havia algo"

Porem um olhar vagaroso , se tornou amador.
Muitas vezes queria recostar naquela cadeira da sala de estar e perceber que minha expressão incredula fosse adormecendo cada vez mais.
Algo veio invisivelmente calmante e proposto a me sentir repletamente .Obviamente as coisas sairam de um modo diferente , surgiu a minha mente um ser instavel e cauteloso .
Adormeceu meus ombros como se fosse repentino ,com suas mãos brancas e frias , senti-me ondulante e que acabei colocando as mãos no peito e observando um coração batendo rapidamente .O som do meu grito grave vez tremer aquele olhar desumano que viera da solitaria e claramente me fez tremer tambem .
Os olhos embaçaram.
Em um suspiro crenço levantei , achei que estava perdida.
Provavelmente sim.
Possivelmente não
-Meu ego estava inconfuso , caminhei até que desejei que nada me seguia ,fechei os olhos ,parei , senti um vento embaraçando meus cabelos.
E um brilho intenso surgira atras da lua , como se estevesse feliz em meu lugar,porem sozinha.
E sua voz lenta cantara como musica entre meus ouvidos.
E soou:
-Vire , sem medo.

Virei confusa , estremessendo , meus olhos não queriam enchergar , fiquei tonta.
-De onde viestes?
-De lugar algum , só sou um ser improvavel de sua mente febril.

-O queres comigo?
Confeço que o encarei , mas ao mesmo tempo um som acalmou o brilho de sua façe desenhada.
-Vim não por modo de te seguir , só quero ajudar.
Apertei as mãos , com vontade de avançar nesse ser , mas pensei o que iria de acontecer, provavelmente algo inacreditavel.
-Tu és um vampiro , mutante ou algo parecido?
-Minha linda jovem , quero que lembres que seu ser é viajante no tempo , se surpreenderas mais ainda com ele , esse é só um novo recomeço.
-Não há de ser , sou um humano qualquer.
-Todos sabem disso , mesmo não acreditando seras assim até o seu fim.
Pare, essas suas palavras me trazem um arrepio constante .E sem medo de continuar caminhei, mesmo estando confusa de tudo aquilo que viera a acontecer .
Soltei minhas mãos e as levei para atras .
Rapidamente o ser apareceu em minha frente , um vulto talvez , mas ralizavel.
-Não o disse que quero que fique longe o melhor possivel de mim?
-Acabaras se dando mal , creio que pareço ser inconfiavel , mas quero que alguém pelo menos você acredite , nem que seja um pouco em mim.
Segui seu desejo e reclamei.
-No entando não me faças pensar que tu és uma figura nem um pouco confiavel, e fique longe de mim por algumas distancias.
As horas não se passavam rapidamente , fiquei agoniada , meu corpo já dormia .
Atras de mim havia uma arvore enorme , encontei-a e adormeci .
Num outro dia viera a fazer calor , o ser ainda me seguia , e com vontade por cima.
Pedi que ficasses longe de mim?Não?
-Claro , só achei que ficarias mais confiante se estivesse um pouco mais perto de você.
Vi o sol se por rapidamente , nem ao menos deu tempo de procurar uma nova saida sem canibais.
Ele me perguntou:
-Qual seu nome?
-Chase , e o seu?
-Quinn.

Não é um prazer , mas apertei suas mãos não o reconhecendo bem.
Não foi um final feliz , mas acabou.






E o tempo se passou , voltei para casa , e de noite olhei as estrelas e a luas , já não sorriam mais , poderia ter aproveitado o tempo com aquele desumano magnifico.
Me apaixonei por aquela figura , deveria ter acreditado em tudo que dizia , fora a ser um final infeliz , mas fui eu quem provi.






"Não eu o quem decidiu , e sim o incrivel sonhar"



3 comentários:

Anônimo disse...

Mega legal e divertido , e com a musica de fundo .

Anônimo disse...

Parabéns.

Anônimo disse...

criativa , hein?

Postar um comentário

A melhor coisa da vida é ouvir uma opinião especial a qual vocês me deixam feliz .
Em cada palavra , gesto , vocês fazem sorrisos , alegrias.
Amo você ! Beijos